Fall In Love With More Free Templates! Click Here To Get Your Own Smitten Blog Design... »

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Soltando o verbo: Ser paciente ou ter paciência?


Olá pessoal,

realmente a cada dia que passa estou exercitando cada vez mais a minha paciência. Ressalto que nem sempre é fácil, ainda mais em meio as adversidades do dia-a-dia.

Bom, hoje vim desabafar um pouco aqui com vocês sobre coisas que aconteceram comigo relacionadas ao péssimo atendimento em consultórios médicos!

Sim, caros amigos, a saúde pública é uma vergonha, mas a particular também não fica atrás! A questão é: para quê diabos a pessoa passa anos cursando medicina para ao terminar o curso não ter o mínimo de humanidade para com o outro? E sem falar na falta de respeito, nas imposições e na hostilidade de alguns desses profissionais.

Em agosto do ano passado, fiz uma limpeza de pele e se arrependimento matasse, com certeza já estaria morta! Não recomendo a ninguém a fazer o mesmo! A digníssima dermatologista sem compromisso nenhum com sua querida paciente que lhe depositou toda credibilidade do mundo disse que eu estava precisando. Ok, segui sua indicação. Marque na clínica da mesma, fiz tudo direitinho e no dia, uma ''esteticista'' (aspas, pois eu nem sei se ela é esteticista mesmo) começou a fazer todo o procedimento de limpeza de pele. Confesso que achei aquilo tudo muito nojento e que comecei a me sentir mal ainda na sala da clínica, mas já que estava no inferno, abracei o capeta! Fui embora toda vermelha e com umas marcas horrorosas e ela disse que isso era NORMAL, esse seria a primeira de muitas desculpas daquela mulher.

No dia seguinte eu nem queria sair de casa, o bom é que estava estudando o dia todo e nem tinha tempo para me envolver tanto com o problema! Passaram-se 5 dias, minha pele estava horrível, as espinhas que eram poucas e restritas a apenas uma parte do rosto, se multiplicaram em uma velocidade anormal. Liguei para a esteticista, fiquei desesperada, ela disse que não me preocupasse que aquilo tudo era NORMAL. Droga de NORMAL, NORMAL droga nenhuma!

Tive paciência, que foi o que ela me mandou ter, é claro, não era na pele dela. Fui na dermatologista, afinal o procedimento foi realizado na clínica dela e a tal esteticista é da equipe dela, sabe o que eu tive que engolir a seco, amigos? Isso é hormonal, não teve nada a ver com a limpeza de pele! É para sorrir ou para chorar? Eu sempre tive pele de louça e após a limpeza de pele, os benditos hormônios foram os culpados, nada de culpar sua clínica e nem a tal esteticista, é claro, tem sempre um peixe grande para espremer um peixe pequeno, faz parte!

Resultado disso tudo? Ela me passou 200 medicamentos que não serviram para NADA e minha pele está repleta de marcas e manchas bizarras que eu peço a Deus que me ajude a ameniza-las. Querem mais? A bendita dermatologista se desvinculou de TODOS, eu disse TODOS, os planos de saúde. Uma beleza, não é? O paciente que fez o procedimento na clínica dela e que ela supostamente deveria acompanhar o tratamento e dar suporte, que se dane!

Bom, aí nessa novela todinha, o que eu podia fazer? Procurar outra dermatologista! Marquei 15 dias antes uma consulta e a atendente muito simpática (apenas por telefone, é claro! falsidade a mil!) me disse que estava tudo ok, marcado e que seria pela manhã do dia 20/06 por ordem de chegada. Hoje, sai da universidade esperei exatamente 1 hora de relógio pelo ônibus e me dirigi ao consultório. Cheguei lá, correndo em um sol bem quente e quando chego lá a fofa da atendente diz: '' A médica não vai mais atender, só a quem chegou até as 9h, pois ela precisa viajar a Campina Grande ''. 

Piada? Desgraça pouca é bobagem, não é? O meu esforço para vir lá do outro lado da cidade não valeu NADA! O pior está por vir, ao argumentar e explicar da distância, da demora do coletivo e de perguntar por qual motivo ela não ligou informando aos pacientes que não atenderia aos pacientes por ter de viajar a atendente disse: '' Ah querida, posso fazer nada, a médica tem compromissos e vai atender só até esse horário e pronto. Se quiser marque para outro dia, tá? ''. Daí eu pensei, se essa atendente me mandasse ir a merda, seria menos doloroso.


Provavelmente muitos de vocês já passaram por situações semelhantes, mas aí fiquei pensando a respeito o dia todo no desrespeito com o ser humano, na falta de assistência, na maneira como as pessoas lidam umas com as outras, na falta da escuta, na desvalorização do sofrimento  e das necessidades alheias. Eu, pelo menos por enquanto, preciso de médicos para resoluções pequenas, mas e as pessoas que sofrem em filas, sozinhas, desamparadas em hospitais e clínicas, esperando PACIENTEMENTE por esses profissionais sem muitas vezes obter nem uma resposta digna a respeito de seus atendimentos?

Temos que ser apenas pacientes, alí esperando e ter paciência para aguentar a tudo isso?  Eu tomei uma decisão: não vou mais esperar, pois com certeza, paciência tem limite! Vai demorar mais de 2 horas para me atender? Eu tenho mais é o que fazer! Se ele não me respeita, vou retribuir a altura! Não cumpre o que promete? Eu cobro e se mesmo assim, nada fôr feito, no mínimo colocarei a boca no trombone. Calar nunca! Denunciar sempre! Acho que assim como eu, se todos fizermos isso, a mudança acontecerá e não se enganem, médicos não estão em patamares superiores ao nossos, pois sem seus pacientes, eles não são nada! Não se sujeitem a todo tipo de imposição, procurem os órgãos responsáveis e façam seus direitos valarem a pena!

Beijos a todos!

2 comentários:

  1. E demorou, aprendi a duras penas o que fazer nessas situações, agora só vou a médico com hora marcada e faço a cobrança a atendente e ao médico se tiver atraso superior a 30 minutos (minha tolerância), essa conversa de que os compromissos dos médicos são mais importantes que os nossos, por que?? Da mesma forma que eu cumpro meu horário, eles tem que fazer o mesmo, é simplesmente uma questão de RESPEITO.

    ResponderExcluir
  2. Bom... deve ser por isso que eles são designados mécidos e nós PACIENTES auihasuhsau é uma p*** ironia com a nossa cara...
    Mas enfim, é triste essa situação e revoltante também, acho que todo mundo ja passou ou passará por isso. Eu faço faculdade de enfermagem e aprendo toda semana a ter um cuidado individual para a necessidade de cada um, só que na prática... Mas você está certa, ninguém esta superior a ninguém, eu já pensei que quando chegar no hospital vou fazer relovução e ensinar os pacientes a se defenderem hahah

    ResponderExcluir

Olá, seja bem-vindo (a) ao Para Meninas & Mulheres!

Deixe seu recadinho e ficarei muito feliz em responde-lo!

Obrigada pela visita! Beijos!