Fall In Love With More Free Templates! Click Here To Get Your Own Smitten Blog Design... »

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Pergunte ao dentista com Dr. Fernando Braz: Conhecendo e esclarecendo o clareamento dentário.





Olá leitores e leitoras do blog Para Meninas & Mulheres, dando início ao Pergunte ao Dentista, trago para vocês um dos assuntos que desperta uma grande curiosidade na maioria das pessoas. Muitas pessoas já fizeram ou querem fazer clareamento dentário, entretanto pouco sabem a respeito do mesmo, por isso vou esclarecer algumas das perguntas mais frequentes acerca do tema.

O que é o clareamento dentário e como ele funciona?

O clareamento dentário é uma técnica consiste na reação de oxidação dos pigmentos do dente. Ou seja, os peróxidos do gel clareador que têm sua composição H2O2 são instáveis e liberam oxigênio na estrutura dental. Esse oxigênio vai oxidando os pigmentos amarelados tornando-os mais claros.

Quais os tipos de clareamento existentes e quais suas indicações?

No consultório, utilizamos agentes com altas concentrações indicados para clarear dentes escurecidos por necrose pulpar, tratamento de canal ou traumas, e para pacientes que desejam maior rapidez no tratamento. Pacientes que desejam obter resultados imediatos e/ou que não querem fazer o uso de placas clareadoras diariamente podem optar pelo sistema clareador feito no consultório pelo cirurgião dentista. Os resultados do clareamento em consultório podem ser visivelmente obtidos com 1 ou 2 sessões, em contrapartida os custos para a realização desse tipo de clareamento são maiores que o clareamento caseiro.

Já o clareamento feito em casa, o paciente utiliza agentes com baixas concentrações indicados para clarear dentes vitalizados (polpa dentária viva) com escurecimento não muito intenso. O clareamento caseiro é mais efetivo em dentes que possuam uma coloração levemente amarelada, alaranjada ou marrom, tais como aqueles escurecidos pelo tempo. Embora a eficiência do clareamento caseiro e o de consultório sejam praticamente as mesmas, os resultados do clareamento caseiro são obtidos em aproximadamente 15 a 30 dias com o uso diário das placas junto com o agente clareador.

O clareamento altera a cor das restaurações já existentes?

Não. Devido aos materiais utilizados na reabilitação estética bucal (resinas, cerâmicas, cerômeros e etc...) não sofrerem ação do agente clareador, é necessário que o clareamento seja feito previamente às restaurações. As restaurações já existentes devem ser retocadas para que não haja uma diferença na nova cor obtida pelos dentes naturais após o clareamento.

O clareamento pode ser feito a partir de qual idade?

Não há contra-indicação específica no que se diz respeito à idade do paciente, entretanto recomenda-se que seja feito a partir dos 10 anos de idade.

Após o clareamento os dentes podem escurecer novamente?

Sim. Embora eles não voltem exatamente a cor que eram antes eles podem escurecer um pouco. Em 1 ou 2 anos após o clareamento, dependendo dos seus hábitos alimentares e hábitos para-funcionais, talvez seja necessário fazer uma manutenção do clareamento.

Quais os cuidados que devo tomar após realizar o clareamento?

1) Evitar sucos e frutas cítricas, refrigerantes, cafés, chás, vinhos, cigarros, chimarrão, enquanto estiver fazendo o tratamento, pois estes retardam o processo de clareamento dos dentes;



2) Não utilizar qualquer produto caseiro ou outras substâncias branqueadoras associadas ao tratamento;



3) Em caso de clareamento caseiro, não beber ou comer enquanto estiver usando as moldeiras de clareamento;



4) O tratamento não pode ser interrompido; caso ocorra, o tratamento terá que ser prolongado;



5) Contra-indicações: Na verdade não existem contra-indicações para a técnica de clareamento caseiro, porém pessoas com hipersensibilidade dentária, tais como aquelas que possuem retração gengival, podem, durante o tratamento, acusar um desconforto a trocas térmicas e a ingestão de substâncias doces e/ou ácidas. Nestes casos, o mais indicado seria a suspensão imediata do tratamento e a consulta ao dentista responsável. Normalmente, uma interrupção temporária do tratamento associada às aplicações de flúor promove a eliminação da sintomatologia dolorosa, permitindo, tão logo, o reinício do tratamento. Se a sensibilidade for intensa, ligar para o dentista que dará as orientações necessárias para continuidade do mesmo;



6) Após 6 meses à 1 ano do término do clareamento, retornar ao dentista para reavaliação da necessidade de manutenção. Esta manutenção irá variar de acordo com os hábitos do paciente. Por exemplo, pessoas fumantes e de grande consumo de substâncias pigmentadoras (café, chá e/ou chimarrão) poderão necessitar mais cedo de uma manutenção;



8) Qualquer dúvida, ligar para seu dentista.

Espero que tenham gostado do post e semana que vem trarei para vocês mais um tema. Qualquer dúvida podem me mandar por e-mail (fernabs@gmail.com) que retornarei o mais rápido possível.



Dr. Fernando Braz



Fontes: http://dralbertoasanome.blogspot.com/2007/09/cuidados-serem-seguidos-durante-o.html
http://saudebucal.wordpress.com/2006/04/12/verdades-e-mentiras-sobre-clareamento-dentario/
http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?690
http://www.dentistasrs.com.br/Atividades/artigo%20clareamento%20dentario.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo (a) ao Para Meninas & Mulheres!

Deixe seu recadinho e ficarei muito feliz em responde-lo!

Obrigada pela visita! Beijos!